segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Hiyashi Soumen-冷やしそうめん (Parte II)

Continuando a postagem sobre o famoso macarrão gelado, segue uma pequena curiosidade.

No Japão, é comum encontrar competições ou eventos com o 流しそうめん (Nagashi Soumen -  a melhor tradução que pude pensar foi "Correnteza de Macarrão") em que canaletas de bambu ficam inclinadas com água corrente e porções de macarrão escoam até que sejam "fisgados" por alguém ou até que alcance o destino final. Existem até restaurantes que funcionam nesse mesmo esquema!


E por quê não levar a diversão para a casa? No Japão é possível comprar o seu próprio maquinário de Nagashi Soumen e comer feliz com a família. Haha... Quem quer um também, levante a mão! o/

sábado, 10 de novembro de 2012

Hiyashi Soumen-冷やしそうめん (Parte I)

Neste calor anormal em pleno início de novembro, às vezes não dá nem vontade de chegar perto de um fogão e cozinhar. Um dos pratos que simplesmente salvam as noites de verão é o Hiyashi Soumen (macarrão gelado), um macarrão feito de farinha de trigo bem fino, servido com um caldo Tsuyu à base de peixe.

Geralmente é servido com alguns acompanhamentos clássicos como tiras de omelete, presunto, pepino, cogumelo, muito negui (cebolinha) picado e outros, livres à imaginação de quem o preparar. É um ótimo prato para dividir com amigos e familiares e reunir-se ao redor da mesa.

As variações para o preparo do Tsuyu são inúmeras, mas a base é o dashi, o caldo à base de peixe que pode ser utilizado para diversos pratos orientais.


Ingredientes:

*Não tenho uma quantidade exata, mas a proporção abaixo deve bastar para 1 litro de água.

Para o Tsuyu tradicional:

- 2 colheres Katsuobushi (Lascas de Bonito seco)
- 1 pedaço pequeno (15cm) Kombu (Alga seca)
- 1 litro de água
- 2 col. sopa de Mirin (Vinho de arroz)
- 2 col. sopa de açúcar
- 1/2 pacote de Hondashi (Tempero de peixe)
- Shoyu à gosto (Molho de soja)

Opcional: É possível adicionar durante o cozimento do caldo, alguns ingredientes extras como cogumelos shitake, cenoura e gobo (bardana) para deixa-lo ainda mais saboroso e após, utiliza-los como acompanhamento, cortando-os em tiras.

Modo de Preparo:

Ferva a água com o katsuo e o kombu e deixe que os dois ingredientes liberem o sabor por bastante tempo até formar a base do dashi, em fogo brando. Após o caldo ficar pronto, tempere com o Hondashi, o açúcar, o Mirin e o Shoyu à gosto e aguarde mais alguns minutos.


Para o macarrão Soumen:

Ferva a água com um pouco de sal e adicione o macarrão por 3 minutos, até que fique cozido e engrosse levemente. Retire-o em seguida e lave bem debaixo de água corrente fria até que o macarrão resfrie bem e interrompa o cozimento! Escorra a água e disponha o macarrão cozido em uma bandeja ou vasilhame com água gelada e cubos de gelo. Gosto de adicionar rodelas de limão para refrescar ainda mais e dar uma enfeitada.

Para os acompanhamentos, algumas opções seguem abaixo. Confesso que na maioria das vezes faço o tsuyu e o macarrão, no máximo um omelete com cebolinha, que já mato as lombrigas.

Para uma porção individual, é só ajeitar o macarrão em uma vasilha com os acompanhamentos e adicionar o caldo gelado (com alguns cubos de gelo, se preferir!). Quando a família come reunida, coloco os acompanhamentos separados para que cada um possa pegar o que mais gosta e ficar à disposição de todos.

Acompanhamentos:

- Cogumelos cozidos
- Kombu utilizado no cozimento em tiras
- Presunto em tiras
- Omelete em tiras
- Cebolinha
- Pepino em tiras
- Cenoura (levemente cozida e ralada em tiras finas)
- Aguê (Tofu frito)
- Tomate

Dica! Em alguns lugares onde vende-se produtos orientais, é possível encontrar o tsuyu já pronto. Mas, atente-se que existem vários tipos!


quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Restaurante Hong Bin

Fim de semana corrido e um jantarzinho no final da noite com os amigos. Nada melhor. ;)

O Hong Bin é um típico restaurante chinês bastante conhecido na região com quase 25 anos, servindo aquelas belas porções de pratos tradicionais mas não tão aventureiros quanto os restaurantes chineses em que o cardápio inteiro é escrito em mandarim costumam servir. São quase que os pratos ocidentalizados em sabor e ingredientes, adaptados a um novo público.

A casa costuma encher e às vezes rola uma fila de espera. Mas o atendimento foi eficiente e não demorou muito para as bebidas e os pratos chegarem após o pedido. Estávamos em quatro e admitimos ter exagerado na quantidade de comida, mesmo sabendo do tamanho das porções.

Abrimos com um porção de Frango Frito ao Molho de Gengibre com bastante cebolinha. O pratão aí de baixo saiu por R$29,00 e ainda deu de sobra.

Frango Frito com Molho de Gengibre

Não consigo ir à um restaurante e deixar de pedir Carne com Brócolis (R$32,00) se essa for uma das opções. A carne veio macia e o brócolis e brotos de bambu estavam no ponto. Não é tão forte e enjoativo , o sabor do pimentão não domina e o molho é levemente agridoce.

Carne com Brócolis

Pedimos uma porção de Yakisoba Completo, e me assustei com a quantidade servida! Por R$28,00 alimenta bem 3 pessoas de apetite normal.

Yakisoba Completo

Para acompanhar, uma porção clássica de Yakimeshi, uma espécie de risoto em que o arroz é refogado com ovo, cebolinha, cenoura. Dependendo do restaurante é acompanhado de mais ingredientes.

Yakimeshi

Os preços variam entre $20 a $40 reais, bastante acessível e não acho nada caro pelas porções bem servidas e qualidade do serviço. Um ponto positivo é que realizam entregas na região, ou pode-se efetuar o pedido por telefone e buscar o prato já pronto.

É um ambiente familiar, aceita cartões de débito e crédito. Tem ar-condicionado, acesso para deficientes e aceita reservas. Não possui estacionamento.


Maiores informações:

Restaurante Hong Bin
Rua Quisisana, 45
Cursino - São Paulo
(11)5073-3732 / 5073-3993
Ter à sex: 11h30 às 22h30
Sábados: 11h30 às 23h00
Domingos: 11h30 às 22h

sábado, 27 de outubro de 2012

Carbonara gratinado

Uma versão do carbonara, mas gratinado! Receita super fácil para salvar as tardes de sábado em que o almoço precisa sair em menos de 40 minutos. Nada medido, tudo à olho e à gosto.


Carbonara Gratinado

Ingredientes:

- Macarrão
- Bacon em cubos
- Cebola
- Alho
- Gema de ovo
- Creme de leite
- Leite
- Parmesão fresco ralado
- Mussarela fresca ralada
- Noz moscada
- Sal
- Pimenta do reino

Modo de preparo:

(Pré aqueça o forno em 180ºC)

Cozinhe o macarrão com um pouco de sal e reserve.

Em uma tigela, misture o creme de leite, o leite, a gema e os queijos ralados, temperando a gosto com sal, pimenta e noz moscada. Bata bem e faça com que a mistura não fique muito densa.

Em uma panela, refogue em azeite o alho, a cebola e o bacon até dourar. Adicione o macarrão cozido e refogue brevemente.

Em um refratário, coloque o refogado do macarrão e despeje o creme uniformemente. Mexa até que cubra e envolva todo o macarrão. Rale o queijo que preferir para dourar e para criar uma área de "crocância" maior, polvilhei panko (farinha de rosca) e nacos de manteiga. Leve ao forno pré aquecido em 180ºC e deixe até que doure, por mais ou menos 25 minutos, tomando cuidado para que não resseque.

domingo, 14 de outubro de 2012

Bolinho de Queijo

Fim de semana prolongado, friozinho bom e vontade de cozinhar. Aliado à imensa vontade do namorado de comer bolinha de queijo, cacei uma receita e resolvi testá-la. Ficamos surpresos com a facilidade e o resultado ficou ótimo. Super aprovado!


Bolinho de queijo

Ingredientes:

- 1 xícara de leite
- 1 colher de sopa de margarina
- 1 ovo
- 1 xícara de farinha de trigo
- Pitada de sal
- Queijo branco, mussarela ou minas
- Farinha de rosca ou panko

Modo de preparo:

Separe a gema do ovo e reserve a clara. Corte o queijo em cubos do tamanho que preferir. (Dependerá do tamanho que quiser os bolinhos.)

Esquente numa panela o leite, a margarina, a gema e o sal (utilizei meio cubo de caldo de galinha) e acrescente a farinha. Mexa com um garfo até desgrudar do fundo da panela. Espere a massa esfriar (trabalhamos um pouco a massa com a mão para deixa-la mais uniforme), faça bolinhas, achate na palma da mão para recheá-la com o queijo. Empane as bolinhas em farinha de trigo (opcional) passando na clara batida e farinha de rosca. Frite em óleo quente.

Rendimento: +/- 15 unidades pequenas
Nível: Extra extra fácil! =)

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Tradicional Casa do Mate

Este último domingo fizemos um passeio cultural pelo centro velho de São Paulo. Iniciamos pelo mosteiro de São Bento onde assistimos o início da missa de domingo, passamos por algumas outras catedrais e caminhamos até a rua dos bancos, a praça da Sé e o Vale do Anhangabaú. Vimos todo o centro histórico da cidade, um tour cultural com os amigos bem legal.

No meio do percurso, bateu uma fominha e os nossos guias levaram-nos para conhecer a Tradicional Casa do Mate que fica bem na Av. São João, próximo à galeria do Rock. É a pioneira em trazer o Mate para o estado de São Paulo, e funciona há mais de 65 anos. A história conta que o dono quis disseminar o hábito de beber o chá mate na cidade e de início distribuía gratuitamente à população. Mas, o movimento não melhorava. Para matar o tempo livre, seus funcionários, que na maioria eram do Nordeste, tinham o costume de bater o chá com frutas e a clientela curiosa pedia para experimentar e acaba voltando para repetir a experiência. Logo vendo que a ideia era bastante original, exploraram esse mercado e hoje possuem mais de 480 redes espalhadas pelo Brasil.


Outra curiosidade do local é que a casa oferece salgados e pratos vegans, explorando a clientela que frequenta a região. Ótima dica.


Recomendo que na hora do pedido peçam para dosar, de acordo com o gosto, os xaropes, pois o chá já é levemente adoçado. Experimentamos o Mate com Groselha com um enrolado de calabresa direto do forno (adorei a massa!), que apesar de doce, é bem gostoso e uma ótima opção para os formiguinhas e crianças! Experimentamos também o Mate com Suco de Uva e um batidão de Mate com Açaí, Morango e Guaraná, para dar aquela energia para continuarmos com a nossa caminhada. Rs.

É uma ótima dica para quem estiver passeando pelo centro de São Paulo e quiser uma nova experiência. O atendimento é ótimo e vale a visita.

Agradeço de coração à Caroline e ao Li que nos proporcionaram uma tarde maravilhosa e nos enriqueceram com esse passeio. Conhecer o mundo?! Porque não começar com a esquina das nossas próprias casas, não é mesmo? Nos surpreendemos com a beleza que São Paulo esconde e recomendo um tour como este à todos!



Maiores informações:

Tradicional Casa do Mate
Av. São João, 544
República - São Paulo
(11) 3333-2101
tradicionalcasadomate@hotmail.com

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Mimos de aniversário!

Terça passada foi mais um ano de vida completado. Ligações, mensagens, presentes e tudo o que há de melhor nessa vida. Inclusive os mimos e guloseimas que tornaram o dia ainda mais especial!!! Para começar, um almoço com o pessoal do trabalho no SPOT, com direito à Filé de Truta com Amêndoas e Risoto de Limão Siciliano e Alho Poró.


Aí, é voltar pra mesa e ser recebida com um Brigadeirão de aniversário quase surpresa do núcleo. hahaha...


Kit faça você mesmo para Muffins de microondas da Cacau Show, que vem com a mistura para a massa, o recheio de ganache pronto e o bico para rechear.


À noite, o presentão do namorado com o favorito lamen do Kazu Lamen. Com direito à 4 fatias de tyashu (carne de porco) e Gyozá para acompanhar. Fechou com chave de ouro!!!



Do irmãozinho, depois da ligação mais que engraçada de parabéns, um potão de sorvete de Chocolate Belga que tanto amo da Häagen-Dazs.


De amigos mais que especiais, brigadeiro gourmet do Anusha Chocolates com dois tipos de Brigadeiro amargo, o clássico, de avelã e um sabor surpresa (do que será???). E a dó de comer?! Rs.



A todos que fizeram deste dia mais especial, um arigatou do fundo do pulmão esquerdo!!! Esse pessoal sabe como agradar, né?! Cada mimo mais gostoso e fofo que o outro... muito obrigada mesmo, pessoas do coração!

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Moqueca de Peixe

Sempre que passo na feira, bate aquela vontade de comprar todo o peixe que eu encontrar pela frente! Não resisti e experimentei  fazer uma receita de Moqueca, meio à olho, com o que dava pra improvisar. E o desafio foi fazê-lo de uma forma que o namorado pudesse comer sem fazer careta.

Moqueca de Peixe


Ingredientes:

- 2 Filés limpos de pescada branca
- 200 ml de Leite de coco
- Molho de tomate
- Tomates picados (opcional)
- 1 cebola grande
- 3 Dentes de alho
- 1 Limão
- 1 Maço de coentro
- Cebolinha à gosto
- Sal e pimenta à gosto

Modo de Preparo:

Corte os filés de peixe em cubos e tempere com sal e pimenta à gosto, 1 dente de allho amassado e o suco do limão. Reserve.

Em uma panela refogue o restante do alho picado e as cebolas em rodelas grandes e grossas. Adicione o molho de tomate, ou tomates sem pele em lata e tempere à gosto. Deixe levantar fervura e acrescente o leite de coco. Corrija o tempero se necessário.

Adicione os cubos de peixe e se preferir também o suco do limão da marinada. Acrescente aos poucos e experimente até ficar satisfeito. Tampe e aguarde o cozimento do peixe e do caldo por cerca de alguns minutinhos. Adicione as cebolinhas picadas e o coentro na hora de servir.


Com batata palha, arroz, um fiozinho de azeite ou com o que preferir, essa receita renderá elogios e é uma ótima pedida para entreter convidados e a família. Mais uma experiência que deu certo! Bom apetite!

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Festa do brigadeiro!

Como prometido, o brigadeiro especial para a aniversariante segue com direito à decoração em azul poi e  também com gostosuras de uma de suas personagens preferidas. Como sobrou chocolate, acabei fazendo uma receita de Fudge também, dessa vez com amendoins torrados! E pude ainda estrear o presente lindo (um fouet novinho) que o namorado trouxe de viagem, o que deu um toque mais especial ainda!!! Arigatou!


Brigadeiro Meio Amargo

Ingredientes:

- 1 lata de leite condensado
½  lata de creme de leite
- 1 col. (chá) de manteiga
- ½ col. (café) de farinha de trigo
- 6 col. (sopa) de cacau em pó

Em uma panela, aqueça o leite condensado e a manteiga. Em uma vasilha à pasrte, misture bem com um fouet (fuê) o creme de leite e a farinha. Adicione a mistura quando a manteiga derreter e mexa bem! Quando levantar fervura, adicione o cacau em pó peneirado e mexa bem com o batedor até incorporar completamente e dar o ponto de brigadeiro (quando soltar do fundo da panela). Despeje em uma vasilha e reserve.

Quando estiver frio, com a ajuda de duas colheres ou com a mão, faça bolinhas do tamanho que preferir e confeite à gosto. Utilizei raspas de chocolate 53%, que gerou um resultado muito bom! Nada muito enjoativo.


Rendimento: 50 unidades (tam padrão de brigadeiro).

Dicas: Gosto de deixar a massa pronta na geladeira para firma-la e facilitar na hora de enrolar o brigadeiro. Se enrolar com a mão, utilize um pouquinho da manteiga (sem lambuzar demais!) em sua palma evitando que grude.

Mimos de família

E só temos doceiras na família! A prima acabou fazendo brigadeiros também, o que nunca é demais na minha humilde opinião. Mais gostoso ainda depois de um panelão de Karê de costela da tia! =9

Bônus da noite: Fudge

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Vontade de chocolatar...

Primeiramente, desculpem pela ausência nestes últimos meses! As coisas andam apertadas e corridas, mas, sem perder o apetite, logo mais atualizarei com novas experiências gastronárias e a vontade de chocolatar que é grande, trará alguns projetos bem interessantes futuramente. Organizar o tempo é preciso!


E projetos para o final de semana? Sim... a pedidos da priminha, tentarei executar um brigadeiro com direito à surpresinha, especialmente para sua comemoração! Aguardem!!!

Fico aqui apenas para desejar um Super Feliz Aniversário às aniversariantes do mês F.N., J.F. e à prima A.H., três mulheres especiais, que sempre me incentivaram nas tentativas na cozinha e na vida! =)

sábado, 23 de junho de 2012

Ajissai

Tonkatsu(とんかつ、トンカツ、豚カツ), é um prato bastante comum em restaurantes japoneses. Porco empanado em farinha de trigo, ovo e panko パン粉 (farelos de pão) frito e cortado em fatias. Geralmente é servido com arroz, missoshiro (sopa de missô), uma salada de repolho e é acompanhado por um molho à base de maçã e/ou nabo Tonkotsu Sauce.

É bastante comum encontrá-lo nos cardápios de restaurantes japoneses aqui do Brasil, porém, fontes confiáveis indicaram que não podíamos deixar de ir no Ajissai, que é famoso pelo Tonkatsu, principal prato da casa. A responsável pela perfeição é uma senhora que fica atrás do balcão e se encarrega de todas as frituras do restaurante. Quem quiser, dá para assisti-la em ação do balcão! =)

Tonkatsu - R$35,00

Tonkatsu e acompanhamentos

Tonkatsu, dois filés bem servidos com salada de repolho e tomate. Os acompanhamentos arroz, missoshiro e tsukemono (conserva) ou dependendo do dia, no lugar do tsukemono vem uma saladinha de batatas e maionese. É de fato, o tonkatsu mais suculento e saboroso que comi em São Paulo, e como é servido logo após o preparo fica crocante (ou kari kari, como dizem os japoneses) e bem sequinho. A exclusividade do restaurante é o Misô Tonkatsu, prato típico da região de Nagoya em que é servido com a pasta de soja importada do Japão, adaptada ao gosto brasileiro.

Korokke - R$30,00

Outro prato bastante popular no Japão é o croquete de batata recheado com carne moída, o Korokke. Mas, no Ajissai ele vem recheado com pedaços de carne de porco. Também é servido com os acompanhamentos tradicionais.

Katsudon - R$32,00

O Katsudon é o empanado de porco fatiado, que vem servido em cima de uma tigela de arroz com ovo, cebola e cebolinha em um caldo especial. No mesmo estilo do Gyudon que já comentei em um post anterior. É um prato bem servido bastante satisfatório. Nota: para quem gosta de sentir a crocância do empanado, não é o mais recomendado.


Serve também Karê (curry no estilo japonês) que pode ser acompanhado por algum empanado de sua escolha e outros pratos típicos. É um lugar bem pequeno e meio escondido, mas no horário de almoço a casa enche assim como nos restaurantes próximos às estações de metrô e trem do Japão. São poucas mesas no andar de baixo, onde também é possível sentar-se no balcão e tem mesas no andar superior. O atendimento pode demorar dependendo do movimento, pois, são poucos funcionários. Os preços estão na média de restaurantes japoneses de São Paulo e variam de R$30 a R$50. Aceita cartões de débito, crédito, VR, Ticket. Não possui estacionamento.


Muitos reclamam por sair de lá com cheiro de fritura nas roupas e cabelo, mas como nas duas vezes que comi lá cheguei no primeiro horário do almoço e do jantar, não sofri com esse problema. Fica a dica. Tornou-se um dos meus favoritos e obrigação para quem vem à São Paulo em busca de boa comida japonesa.

Maiores informações:

Rua Conselheiro Rodrigues Alves, 372
Vila Mariana - SP
(próximo ao metrô Ana Rosa)
(11) 5549-0627
Seg à sab e feriados
(é bom consultar antes, pois, em alguns feriados não abre...)
Almoço: 11h30 às 14h
Jantar: 18h30 às 22h

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Oh fudge!!!

Depois de longa ausência está mais que na hora de tirar o atraso! Rsrs... e para voltar, colocarei uma receita que salvou a minha noite quando precisava de um doce rápido e prático. Poucos ingredientes e sem exigir muita habilidade depois de um dia cansativo. =)

Receita tirada do Technicolor Kitchen



Fudge de Chocolate (versão express)

Ingredientes:

 - 336g de chocolate meio amargo
- 1 col. sopa de água
½ Leite condensado
- 1 col. de chá de baunilha
- Nozes picadas à gosto

Modo de Preparo:

Forre uma assadeira com papel manteiga e unte se necessário. Reserve.
Em uma tigela refratária, misture o chocolate picado grosseiramente com o leite condensado e a água. Leve ao microondas na potência alta por 1 minuto e mexa; continue o processo até que a mistura derreta e fique homogênea. Lembrando de mexer a cada 30 segundos para não queimar o chocolate (varia de acordo com a potência do microondas).

Adicione as nozes e a baunilha, misture e depois coloque na forma de modo que fique bem espalhado. Tente deixar a superfície lisa, se possível, com a ajuda de uma espátula. Deixe esfriar e leve à geladeira por 30 minutos ou até que esteja firme. Corte em quadradinhos do tamanho que desejar e sirva-se! =) 

Fica com uma consistência dos deuses, de derreter na boca e nos dedos! =9 Da próxima vez, tentarei adicionar um pingo de conhaque e substituir as nozes por pistache! Foi um lanchinho noturno perfeito neste feriado com os amigos!

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Férias, pra que te quero!


Finalmente um bom descanso. Mês de férias com pretensões de viagens, experiências gatronárias internacionais, estudo, treinos e planejamento! Beijo pra quem fica! Me liga daqui há 1 mês, tá??? ^^

quarta-feira, 21 de março de 2012

Rockets + Evento Cultural

Hoje, após um espetáculo no Teatro Gazeta do Encontro de Ritmos Brasil - Japão: Wadaiko Sho + Meninos do Morumbi, decidimos almoçar no Chakras, participante do Restaurant Week SP. Chegando lá, a fila de espera era de 1 hora e meia, então, muito convenientemente, fomos ao Rocket's que fica bem ao lado.


Típica lanchonete dos anos 50 no estilo norte americano, com hambúrgueres, sobremesas e bebidas nomeadas após celebridades e pratos famosos da época. Música ambiente da época que pode ser escolhida pelos próprios clientes. Peça moedas para o garçom, escolha a sua música no Jukebox e aguarde a sua música tocar para todos ouvirem! =)

 


Estávamos em 6 pessoas, cada dupla dividiu uma porção de fritas que saiu R$9,40 por pessoa, incluindo o serviço. As duas partes saem bem satisfeitas, a porção é grande!!! Já experimentei também a Chilli Fries que vem com carne moída com chilli no molho picante e cheddar, mas, particularmente, por gostar das minhas batatas "croc croc" não curti tanto.

Fritas - R$14,10

Sempre que vou, peço a Cherry Lemonade. Bebida exótica que no primeiro gole deixa um ponto de interrogação no ar, mas que aos poucos nos acostumamos e por fim, acabamos gostando. É refrescante como qualquer limonada, mas com um toque de cereja e batido com gelo torna-se algo bem diferente. =) Tem a versão de morango também!

Cherry Lemonade - R$7,10

Tem as opções montadas de hambúrgueres e sanduíches, ou vocês pode personalizar o seu próprio lanche com os acompanhamentos.

Lanche super saudável no pão integral com salada e BACON da M.Y.! Ah, se pudéssemos substituir a salada por mais bacon... pode isso, garçom?

B.A.T. (Bacon, Alface e Tomate) - R$12,30

F.K. e seu vício por queijos exóticos, pediu o B.B. King que vem com 150g de carne, bacon e blue cheese. O sabor do queijo é marcante e deixa o lanche super saboroso! Recomendamos!!!

B.B. King - R$24,30

The Finest - R$21,90

Clássico #1 da C.K. com 150g de carne, queijo cheddar, alface, cebola, maionese e molho rockets. Monstruoso!!! Rs.

#1 - R$24,60

Rockets com 150g de carne no pão de hambúrguer (R$15,80) com os acompanhamentos Cebola Frita (R$3,40) e Bacon (R$4,60)

Rockets + Cebola Frita + Bacon - R$23,80



Lanchonete bacana bem familiar. Tem ar condicionado, 70 lugares - mesinhas e bancos de couro vermelho ou o balcão que dá vista para a chapa, acesso para deficientes físicos e internet sem fio. Tem estacionamento na Alameda Lorena, 2127 e a primeira hora é gratuita (válido até as 00h).  Aceita todos os cartões de crédito e débito e VR. Faz entregas em domicílio (consulte a área de delivery por telefone).


Maiores informações:

Rockets
Alameda Lorena, 2090
Jardim Paulista - São Paulo (próx. ao metrô Consolação)
(11)3081-9466
Seg: 19h às 2h
Ter a qui e dom: 12h às 2h
Sex e sáb: 12h às 4h
info@rockets.com.br



Encontro de Ritmos Brasil - Japão

O Teatro Gazeta sediou um espetáculo, organizado pelo Consulado-Geral do Japão e Fundação Japão  em São Paulo, neste último domingo que reuniu sons do Brasil e Japão. Foi a primeira vez que vi o trabalho dos Meninos do Morumbique abriram o show. Encantei-me com a energia, movimentos e explosão do grupo. Logo após, tivemos uma entrada marcante do grupo de taikô Wadaiko Sho, abrindo a segunda parte com Katsugi e após algumas músicas, apresentaram um vídeo que emocionou a todos. Um agradecimento especial do Japão, mostrando imagens e mensagens de força e esperança sobre o desastre que completou 1 ano neste 11 de março. Tudo ao som do taikô e shinobue (flauta transversal folclórica do japão). Não pude conter a emoção e relembrar os momentos que passei no país bem na época do terremoto e tsunami. Pude sentir a força e união de uma nação e vê-la recuperar-se de uma tragédia que parecia não ter volta.

Parabenizo a todos os envolvidos por realizarem este evento para agradecer o apoio do Brasil ao Japão através da dança e música. Fico feliz por ter prestigiado o trabalho de grupos tão distintos que tem como principal filosofia, a arte.

Wadaiko Sho + Meninos do Morumbi

sábado, 17 de março de 2012

Restaurant Week - Bistrô 28

Acaba nesse domingo 18.03 a 10ª edição do Restaurant Week de São Paulo. O projeto conta com restaurantes que participam com cardápios de full course (Entrada, Prato Principal e Sobremesa) com um preço fixo, no almoço R$31,90 e no jantar R$43,90. Bebidas não inclusas. Para saber mais sobre o evento, clique aqui.


Essa noite, decidimos conhecer o Bistrô 28. Restaurante inaugurado há apenas 1 ano na Vila Mariana, com pratos típicos e diversificados da cozinha contemporânea com um toque brasileiro.  O cardápio do jantar da casa para o Restaurante Week era:

Entrada: 

Barca de endívias com queijo de cabra boursin, pesto e amêndoas 

ou crostini de figo com presunto cru e redução de aceto balsâmico 


Endívias com queijo de cabra, pesto e amêndoas

Crostini de figo com presunto cru
e redução de vinagre balsâmico

O bom de se levar o irmãozinho é poder experimentar as duas opções! Rs. As duas entradas estavam muito boas e ganhou destaque o queijo de cabra com pesto e a combinação perfeita de figo com presunto e aceto balsâmico.

Prato principal: 

Risoto de boeuf bourguignon 

ou nhoque de mandioquinha com ragu de rabada e folhas de agrião 

Risoto de boeuf bourguignon


Nhoque de mandioquinha com
ragu de rabada e agrião
 



O risoto foi servido al dente e cremoso. Sentia-se claramente o vinho e os sabores do prato, inclusive um forte sabor de alecrim. O nhoque estava no ponto certo e o ragu bem saboroso!!! O agrião foi um complemento perfeito para dar um frescor ao prato.


Sobremesa: 
Pera ao vinho com zabaione 
ou torta rústica de ganache com calda de maracujá ao rum 

Pera ao vinho com zabaione 

Torta de ganache com calda de maracujá ao rum

Adoro pera com vinho, e essa não desapontou. Mas o campeão da noite foi a Torta Rústica de Ganache com maracujá ao rum. Foi unanimidade, a massa no ponto certo e o contraste da calda de marcujá com o chocolate estava perfeito. Deixou um gostinho de quero mais! =9

Cardápios simpáticos e artesanais


É um espaço bem pequeno e aconchegante, com apenas 32 lugares. Não fizemos reserva para o evento, porém conseguimos lugares disponíveis por termos chegado cedo. Tem ar-condicionado, acesso para deficientes e internet sem fio. Aceita cartões de débito Maestro, Visa Electron e Rede Shop e de crédito Diners, Mastercard e Visa. Aceita VR Sodexo. Não possui estacionamento e por ser localizado numa região cheia de restaurantes e bares bem conhecidos e frequentados, é difícil encontrar vaga facilmente, o jeito é dar uma voltinha no quarteirão e encontrar um estacionamento ou uma vaga nas redondezas.

Achamos a seleção do cardápio bem interessante, não nos decepcionamos e só deixou a vontade de voltarmos para experimentar outros pratos de lá. A região é repleta de outros restaurantes e bares sempre movimentados. Recomendo à todos darem uma passeada pela Joaquim Távora e conhecer as outras opções.

Maiores informações:

R. Joaquim Távora, 1068
Vila Mariana - São Paulo 
(próx. à estação Ana Rosa e V. Mariana)
(11) 5082-3167
Ter à sex: 12h às 15h30
Sáb: 12h às 23h30
Dom: 12h às 15h
Segunda-feira o estabelecimento é fechado.